Curso Treinador Desporto | Futebol - Grau I Lisboa 2018

As Pré-Inscrições estão abertas até 20 de Maio


Certificação

Certificado pelo IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P, no âmbito do Programa Nacional de Formação de Treinadores (PNFT).

Atribuição da cédula profissional emitida pelo IPDJ, documento válido para exercer a sua actividade legalmente em território Português (TPTD - Título Profissional Treinador de Desporto - Futebol - Grau I) - Lei 40/2012

Duração do Curso

Componente Geral (41h) | Maio 2018 - Junho 2018
Componente Específica (100h) | Julho 2018 - Agosto 2018
Estágio - equivalente a uma época desportiva (550h) | 4 épocas desportivas após conclusão com aproveitamento da Componente Específica


Enquadramento Legal

A Lei nº 40/2012 de 28 de Agosto estabelece o regime de acesso e exercício da actividade de treinador de desporto, traduzindo-se, neste sentido, numa actividade regulamentada. Segundo o ponto 1, do artigo 18º, do capítulo IV, da respectiva lei, “é ilegal o exercício da actividade de treinador de desporto previsto nos artigos 11º a 14º por quem não seja titular do respectivo título profissional válido ou não exerça essa actividade nos termos do disposto nos nº3 e 4 do artigo 5º, podendo o profissional ser interditado de exercer essa actividade em território nacional pelo período máximo de dois anos, a par da condenação pela prática de ilícito contra-ordenacional”.
As contra-ordenações pelo exercício da actividade de treinador de desporto por quem não seja titular do respectivo título profissional é punível com coima entre 1500€ e 2500€ (Capítulo IV, artigo 20º, ponto 2). A instrução dos processos de contraordenação referidos na presente lei compete ao IDPJ, I.P.


Destinatários

Todos aqueles que pretendem obter o Título Profissional Treinador de Desporto | Futebol, correspondente à base hierárquica de qualificação profissional do treinador desportivo, Grau I, devidamente certificado pelo IPDJ, no âmbito do Programa Nacional de Formação de Treinadores (PNFT).


Objectivo Geral

O Grau I corresponde à base hierárquica de qualificação profissional do treinador desportivo. Compete ao Treinador de Futebol Grau I, conduzir directamente as actividades técnicas elementares associadas às fases iniciais da actividade ou carreira dos praticantes ou a níveis elementares de participação competitiva.


Objectivos Específicos

No final do curso, os formandos deverão ter adquirido as seguintes competências:
. Utilizar técnicas e estratégias de comunicação em função das necessidades contextuais.
. Organizar os praticantes, o equipamento e as infra-estruturas na sessão de treino, assegurando as necessárias condições de segurança.
. Dirigir os praticantes na sessão de treino, assegurando o exercício das competências de ensino fundamentais (explicação, demonstração, observação e correcção).
. Avaliar o treino dos praticantes, analisando as atitudes, os comportamentos e os resultados alcançados.
. Organizar competições não formais, criando condições de equidade de participação e valorizando o gosto pela modalidade e pelo espírito desportivo.
. Organizar e orientar os praticantes na preparação e na realização da competição, assegurando as condições de segurança e a salvaguarda dos mais elevados valores éticos da prática desportiva.
. Avaliar os praticantes e a equipa em competição, analisando as atitudes, os comportamentos e os resultados alcançados.
. Participar na concepção do planeamento da actividade de treino e de competição.
. Participar no recrutamento de praticantes para a prática da modalidade desportiva.
. Promover o registo de toda a informação da unidade de treino e da competição pertinente para a monitorização da actividade desportiva do praticante.
. Aplicar técnicas elementares de primeiros socorros e de suporte básico de vida e de identificar os estados traumáticos que justificam o recurso a agentes especializados.


Estrutura Programática

O Curso Treinador Desporto | Futebol - Grau I encontra-se organizado por unidades de formação agregadas em componentes de formação.
As componentes de formação devem ser ministradas sequencialmente, privilegiando, o desenvolvimento das unidades de formação da Componente Geral, seguindo-se as da Componente Específica.
A componente Estágio somente pode ser realizada após a obtenção de aproveitamento nas restantes componentes de formação.


Componente Geral
Unidades de Formação Teóricas Práticas Total
Didática do Desporto 8 0 8
Psicologia do Desporto 4 0 4
Pedagogia do Desporto 6 0 6
Aprendizagem e Desenvolvimento Motor 4 0 4
Observação e Análise das Habilidades Desportivas 3 1 4
Funcionamento do Corpo, Nutrição e Primeiros Socorros 4 2 6
Teoria e Metodologia do Treino Desportivo (Colectivo) 6 0 6
Luta Contra a Dopagem 2 0 2
Desporto Para Pessoas com Deficiência 1 0 1
Total 38 3 41

Componente Específica
Unidades de Formação Teóricas Práticas Total
Técnico-Tática 14 16 30
Capacidades Motoras do Futebol 12 10 22
Metodologia de Treino do Futebol 9 6 15
Psicologia Aplicada ao Futebol 9 6 15
Arbitragem e Leis de Jogo 12 0 12
Gestão e Organização do Futebol 5 1 6
Total 61 39 100

Nota: Às 100h curriculares indicadas na componente específica, será acrescentada 1 hora destinada ao esclarecimento do treinador no mercado de trabalho e ao enquadramento da Sapienta Sports na estrutura de formação no futebol.


Estágio (Uma época desportiva, equivalente a 550 horas)

O estágio deverá ser realizado numa entidade desportiva cuja equipa acolhedora intervenha com praticantes enquadrados em atividades, visando o sucesso desportivo, através de um escalão etário próprio, ou com sobre-classificação legal, num ambiente competitivo formal, expresso em campeonatos, torneios ou concentrações desportivas instituídas de modo regular e validados por organização representativa da modalidade inserida no sistema desportivo, os quais:
. Promovam, regularmente e dirijam a nível nacional e distrital/regional a prática do futebol;
. Tenham como principal objeto da sua atividade o ensino e a prática do mesmo;
. Consagrem regulamentação específica da modalidade;
. Assumam o estrito respeito pelas Leis do Jogo do Futebol aprovadas pelo IFAB e respeite a regulamentação da FIFA e da UEFA.
O estágio será preferencialmente realizado em competições de futebol 7 ou com número inferior de jogadores, nomeadamente num dos diferentes escalões inferiores de juniores de competições das associações distritais e regionais ou nos escalões femininos juniores e seniores das mesmas associações.


Acompanhamento e Avaliação da Formação

O acompanhamento à formação é contínuo, quer no local da formação sob a figura do formador, quer ao nível da coordenação pedagógica e da direcção técnica do curso.
No decorrer da formação existirá pelo menos uma avaliação por unidade de formação, por parte dos formandos, através da aplicação de um questionário.
No final de cada unidade de formação também será avaliada pelo formador.
Os formadores serão avaliados no final de cada módulo, também através a aplicação de um inquérito ao seu desempenho.
Observação do Comportamento do Formando - A entidade formadora vai promover ao longo da formação a observação do comportamento do formando, através de ficha própria, tendo em atenção os parâmetros participação, responsabilidade, relações interpessoais e pontualidade. Caso o formador considere não adequado o comportamento de algum formando nos parâmetros referidos deverá comunicar fazer o registo da ocorrência em ficha própria – Ficha de Registo de Ocorrências – e comunicar de imediato a situação à coordenação.


Assiduidade

O número mínimo de presenças é de 90% da carga horária total de cada uma das componentes de formação.

É obrigatória a presença em todas as disciplinas/unidades de formação. No entanto, na globalidade, da componente, poderão ausentar-se 10% da carga horária total:

Componente Geral

Carga Horária: 41 Horas
Faltas possíveis: 4 Horas

Componente Específica

Carga Horária: 100 Horas
Faltas possíveis: 10 Horas

Estágio

É constituído por 550 horas (uma época desportiva), 64 das quais dedicadas à orientação das sessões de treino.

Os formandos que excederem o limite de faltas definido para a Componente Geral e Específica serão considerados excluídos da correspondente componente formativa do curso.


Certificação

A conclusão do Curso Treinador Desporto | Futebol - Grau I, com aproveitamento depende da obtenção da avaliação sumativa positiva (Nota igual ou superior a 10 valores com arredondamento à décima) em todas as componentes de formação.
As classificações finais são lançadas em pautas de avaliação que devem estar disponíveis, para consulta pública, nomeadamente no sítio da internet da entidade.

No que se refere à certificação de competências, o formando terá direito a:

DIPLOMA DE QUALIFICAÇÃO (DQ) – EMITIDO PELA ENTIDADE FORMADORA
Documento comprovativo da conclusão com aproveitamento do Curso Treinador Desporto | Futebol - Grau I

CERTIFICADO DE QUALIFICAÇÕES (CQ) – EMITIDO PELA ENTIDADE FORMADORA
Documento comprovativo da conclusão com aproveitamento das unidades de formação correspondentes a cada componente de formação do Curso Treinador Desporto | Futebol - Grau I. Este documento é emitido apenas quando o formando não conclui o curso.

TPTD - TÍTULO PROFISSIONAL TREINADOR DE DESPORTO - FUTEBOL - GRAU I
Com a conclusão com aproveitamento de todas as componentes de formação do curso e a emissão do respectivo diploma de qualificações (DQ) estão reunidas para se proceder ao pedido de emissão do título profissional do treinador, processo realizado individualmente pelo próprio, online, através da plataforma electrónica PRODesporto.
O TPDT é o documento oficial obrigatório para o exercício da actividade de treinador, sendo emitido em formato digital. A responsabilidade da emissão do TPTD é do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P.

REVOGAÇÃO E CADUCIDADE DO TÍTULO
O título profissional caduca sempre que o seu titular não frequente com aproveitamento, no período de cinco anos, ações de formação contínua, ministradas pela federação desportiva titular do estatuto de utilidade pública desportiva ou por entidade formadora certificada para o efeito.


Documentos Obrigatórios e Critérios de Selecção

Documentos Obrigatórios

. Ficha de inscrição, devidamente assinada pelo candidato;
. Certificado de Habilitações;
. Curriculum Vitae.

Critérios de Selecção

A) Cada candidato deverá cumprir cumulativamente os seguintes requisitos:
- Idade mínima de 18 anos.
- Escolaridade obrigatória (Em função ano de nascimento do candidato):

Escolaridade mínima obrigatória (de acordo com a legislação em vigor)
4 anos | Para indivíduos nascidos até 31 de Dezembro de 1966
6 anos | Para indivíduos nascidos entre 1 de Janeiro de 1967 e 31 de Dezembro de 1980
9 anos | Para indivíduos nascidos entre 01-01-1981 a 31-12-2002
12 anos | Para indivíduos nascidos a partir de 01-01-2003 e/ou que se inscreveram no ano lectivo de 2009/2010, no 1º e no 2º ciclo do ensino básico, ou no 7º ano de escolaridade.

B) O pagamento da taxa administrativa, no valor de 20€;

C) Após verificação das condições de inscrição previstas na alínea A) e B) dos Critérios de Selecção, deste curso e, caso o número de inscrito exceda o número máximo de trinta candidatos, serão aplicados, dando prioridade ao percurso desportivo dos candidatos como praticantes de futebol, os seguintes critérios de selecção por ordem decrescente:
1. Jogador Internacional “A” da Seleção Portuguesa;
2. Jogador da I Liga profissional ou competição equivalente;
3. Jogador da II Liga profissional ou competição equivalente;
4. Jogador internacional sub-21;
5. Jogador internacional sub-20;
6. Jogador(a) internacional júnior;
7. Jogador da II Divisão Nacional ou competição equivalente;
8. Jogador da III Divisão Nacional ou competição equivalente;
9. Jogadora do campeonato Nacional de futebol feminino (e ex-I Divisão feminina);
10. Jogador dos Campeonatos de Seniores de Associações de futebol;
11. Jogador do campeonato nacional de juniores “A“ I Divisão;
12. Jogadora do Campeonato de promoção futebol feminino (e ex-II Divisão feminina);
13. Jogador(a) dos restantes campeonatos nacionais juniores;
14. Jogador(a) dos restantes campeonatos Juniores das Associações de futebol;
15. Jogador(a) de Futsal;
16. Restantes candidatos.

d) Quando na ordenação dos candidatos se verificar a existência de empate pontual entre dois ou mais candidatos, os critérios de desempate serão, sucessivamente, o número de épocas desportivas realizadas e a ordem de entrada da candidatura na Sapienta Sports.


Notas Importantes

. Cada formando deverá trazer equipamento próprio para as sessões em campo na Componente Específica.
. O valor da inscrição já inclui o seguro obrigatório de Acidentes Pessoais (5€).


Preço

O pagamento relativo ao Curso de Treinador de Futebol – Grau I deverá ser realizado através de Transferência Bancária de acordo com os preços abaixo:

Pronto pagamento

Pagamento num total de 770€

Por Componente

210€ | Componente Geral
460€ | Componente Específíca
150€ | Estágio
Perfazendo um total de 820€


Documentação

Consulte abaixo toda a informação sobre o Programa de Formação.


Obtenha já o seu TÍTULO PROFISSIONAL TREINADOR DE DESPORTO!

Agarre esta oportunidade e seja um Treinador de Futebol de referência!

Formadores Componente Geral

Filipe Costa Filipe Costa Didáctica do Desporto
Filipa Jones Filipa Jones Psicologia do Desporto
Pedro Sarmento Pedro Sarmento Pedagogia do Desporto
João Santos João Santos Aprendizagem e Desenvolvimento Motor
Nuno Ventura Nuno Ventura Observação e Análise das Habilidades Desportivas
Mário Cruz Mário Cruz Funcionamento do Corpo, Nutrição e Primeiros Socorros
Renato Fernandes Renato Fernandes Teoria e Metodologia do Treino Desportivo (Colectivo)
Bruno Pereira Bruno Pereira Luta Contra a Dopagem
João Costa João Costa Desporto Para Pessoas com Deficiência

Formadores Componente Específica

Tiago Sant'Ana Tiago Sant'Ana Metodologia de Treino do Futebol
David Sousa David Sousa Técnico-Tática
João Mugeiro João Mugeiro Capacidades Motoras do Futebol
Nuno Guia Nuno Guia Psicologia Aplicada ao Futebol
Pedro Henriques Pedro Henriques Arbitragem e Leis de Jogo
Nuno Ferreira Nuno Ferreira Gestão e Organização do Futebol


Acreditações

Sapienta
DGERT
IPDJ

Apoio/Parcerias