FUNdamentos na Iniciação ao Treino de Futebol


Destinatários

Professores de Educação Física do 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico, Professores com grupos-equipa de Futsal e Futebol no Desporto Escolar, Treinadores de Futebol e Futsal do Escalão Escolas e Infantis, Técnicos de Desporto Autárquico (Desporto para Todos) e Treinadores de Desporto.


Objectivos a Atingir

Desenvolver competências cognitivas e motoras através da aprendizagem de formas jogadas adaptadas - lúdicas, globais e progressivas de futebol de acordo com o nível de crescimento e desenvolvimento maturacional da criança e do jovem.

Desenvolvimento das capacidades coordenativas através de meios e métodos didáticos adaptados e diversificados.

Desenvolvimento das capacidades condicionais atendendo às fases sensíveis do crescimento e desenvolvimento biológico da criança e do jovem, entre os 6 e os 12 anos: Velocidade, Resistência, Força e Flexibilidade.

A nível sócio-afetivo, ensinar a criança e jovem a partilhar e cooperar em equipa e contribuir para um objetivo comum.

Estimular e desenvolver a criatividade motora através de propostas – formas jogadas abertas e desafiantes, num contexto natural de jogo (presença constante da bola), global (formas de jogo com finalização e/ou opositores e progressivas – adaptadas ao nível de jogo dos praticantes.


Programa da Formação

1º Módulo (Teórico)

1) Apresentação; abordagem do programa, matérias e conteúdos específicos.
2) Desenvolvimento biológico da criança e do jovem – as capacidades coordenativas e maturação biológica – fases sensíveis de crescimento.
3) Diferentes abordagens / modelos de ensino/treino no futebol.
4) O conceito de desportos coletivos de invasão (DCI) e a sua aprendizagem – um longo percurso.
5) Diferenças entre especificidade do exercício de treino e especialização precoce.
6) Caracterização do treino no futebol de base (7-12) – As primeiras vivências de treino e competição formal; O treino das capacidades coordenativas no futebol.
7) Planeamento e organização no treino infanto-juvenil.
8) Noções elementares de pedagogia desportiva aplicada aos escalões infanto-Juvenis.
9) Novos e velhos paradigmas sobre o treino de GR: os momentos do jogo.
10) A função do Guarda-redes na formação – principais diferenças relativamente ao treino de adultos.
11) O Futebol feminino em Portugal – breve caracterização desportiva – nível competitivo, “radiografia nacional”, nível competitivo, principais virtudes e dificuldades.
12) Principais diferenças na abordagem ao treino – a especificidade do microciclo e da unidade de treino no treino de futebol feminino.
13) Planeamento e modelo de jogo adotado na equipa senior futebol feminino do Futebol Benfica.

– FAQs / Troca de experiências e saberes.


2º Módulo (Prático)

1) Eu e a bola (equilíbrio e cap coordenativas).
• Dinâmicas de grupo e comunicação verbal e não-verbal (“ice break”, “warm up”)
• - “A bola é minha”
2) O caráter antagonista do jogo - o(s) duplos objetivo(s).
• “O sr. kick e o sr. keeper” – vivências motoras do remate e da baliza sob forma lúdica e reduzida;
• “O mano-a-mano e a baliza”- vivências motoras dos “duelos” com vista à finalização ou remate
3) Jogo a 2 e a 3 - o centro do jogo.
• “O jogo a 2 e a 3” – noção de microestrutura (ou estrutura parcial) e tática elementar - Princípios de jogo no ataque e na defesa
4) A 1a fase de construção - ensinar a ter posse da bola.
• Nível V - “ter a bola é melhor que não a ter” - Importância do ensino da posse da bola e do conhecimento do controlo do jogo – o jogo centrado nos passes (posse da bola)

3º Módulo (Teórico-Prático)

1) Módulo Prático
• Treino de Guarda-redes I - O jogo ao pé e à mão no 1º momento - construção.
• Treino de Guarda-redes II - As transições no jogo e o grau de prontidão exigido.
• O jogo centrado na finalização (jogo direto) – noção de profundidade.
• O jogo centrado nas funções (ou missões táticas) – noção de largura.

2) Módulo Teórico
• Caracterização do perfil psicológico do treinador de jovens e do futebol feminino.
• Noções básicas de liderança no desporto infanto-juvenil.
• A importância da comunicação no treinador de jovens: estilos de comunicação.
• O treino específico de Guarda-redes - Proposta de criação de departamento técnico - sistematização de conteúdos temáticos gerais para apoio à competição formal.
• Observação vídeo sobre Futebol de base; diferentes conceções - formas jogadas lúdicas sobre uma baliza e jogos reduzidos.